Total de visualizações de página

terça-feira, 6 de junho de 2017

#O HOMEM É O ENTE QUE TEM POR SER COMPREENDER SEU SER# - Graça Fontis: PINTURA/Manoel Ferreira Neto: AFORISMO


Flor da mocidade
Rosada Aurora (fases)
Sol (olhos)
Dia (boca)
Adônis (ar)
Trança brilhadora.
Madura idade
Terra
Cinza
Sombra
Nada.
Ânsia do homem em querer ser,
Querer existir plenamente, arrastado pela pre-ocupação com o futuro.
A madura idade produz o germe que incita
A usufruir as belezas presentes, antes que sejam passadas
O homem é o ente que tem por ser compreender seu ser.
O pensar que a-colhe a Palavra e tenta redizê-la é poesia,
Pensamento originário.
Semântica de verbos, éden de utopias do sublime e singelo.
Semiótica de in-fin-itivos, silvestre de ex-tases da verdade.
Linguística da razão in-versa, sendas de utopias da beleza do belo.
Estilística de sonhos in-auditos, veredas de volúpias do absoluto.
Sin-estesia de esperanças do eterno, versos e prosas do místico.
Semióticas, luzes, metassemânticas
Tabernáculo dos in-fin-itivos verbos do efêmero antes de quaisquer in-verdades, no além a morte diante das trans-cendências
Metalinguísticas, ritmos, metáforas
Lâminas de fogo nas achas da fogueira à beira da lagoa
de cócitos edênicos, sem genesis, apoteosis, sem apocalipses.


(**RIO DE JANEIRO**, 07 DE JUNHO DE 2017)


Nenhum comentário:

Postar um comentário