Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

**NÁUSEA DO VAZIO/VAZIO DA NÁUSEA - XXIII PARTE** - Manoel Ferreira

Imagem
A caminhada da vida... Tantas intempéries, tantos percalços. Precisamos respostas. Entregamo-nos aos questionamentos, indagações, mergulhamos profundo em nós mesmos, nalgum cofre da inconsciência a luz. Esquecemos das dimensões trans-cendentais; centramo-nos nas contingências, vazios, náuseas, nada, efêmeros, angústias, tristezas, solidão, são o que nos dará a resposta de que tanto necessitamos. Foge-nos o outro, foge-nos a entrega, foge-nos o amor. A vida são contingências, é através das buscas do que há atrás delas que nos encontraremos, virá-las pelo avesso, às avessas. Perdemo-nos. Andamos na sombra, nas trevas. Zumbis no mundo. Pus a minha vela no cantinho da janela. Um símbolo. Senti que era o momento de partir, de seguir a viagem. Estava livre para esta jornada. Não sentirei solidão. Sem amarras, sem algemas, sem correntes. Abrir a "gaiolinha", deixar os pássaros voarem, voarem, voarem. Abrir as dimensões sensíveis, emoções, sensações, sentimentos, mesmo sem saber ver…

**NÁUSEA DO VAZIO/VAZIO DA NÁUSEA - XXII PARTE** - Manoel Ferreira

Imagem
Nada fácil colocar seis drágeas de remédios na mão feita concha... Sente-se que está vivendo de medicamentos. Contudo, é necessário. Berenice colocou-os num pires de xícara na minha frente. - E é para tomar os remédios, Sérgio - disse-o categoricamente, sem qualquer chance de recusa - Estou vendo a sua carinha, olhando para eles. Você precisa de tomar os remédios. Quer ter um verdadeiro AVC e ficar com sequelas? Quer isto? - Não quero. Deus me livre das sequelas que deixa o AVC. Deus me livre. - Então, tome os remédios direitinho. Vai tomá-los nos horários prescritos pelo médico. Cuido disso. - Está bem, meu amor. Após o café da manhã, como estava uma manhã de sol ameno, agradável, fomos para o jardim. Berenice agarrada a mim: abraçando a minha cintura. Sentamo-nos na mesa de mármore, lado a lado. - Sérgio, posso lhe dizer uma coisa muito séria? Posso, meu amor querido? - Pode dizer tudo o que quiser. Beijou-me a face direita, beijo molhado de saliva. Sabe aquele friozinho que percorre todo …

*HISTÓRIA DE AMOR** - Manoel Ferreira

Imagem
Há tantas lindas histórias de amor na Literatura. Histórias que se tornaram universais, eternas, lidas, relidas, translidas até hoje. Os corações dos leitores pulsam, sonhos e esperanças do Amor, da felicidade, da alegria. Despertam o leitor sim para o encontro do Amor. Nada crio, nada componho, se em mim não sinto, se não me habita. A minha criação depende substancialmente das verdades na alma. Há muitas coisas que gostaria de escrever, mas não são de minha realidade. Quem sabe algum dia venham a sê-lo. História de amor era algo que gostaria de escrever. Tentei duas vezes, a partir das minhas relações com as minhas ex-mulheres, acabaram não sendo "história de amor", estava equivocado: não as amava. Os escritores enganamo-nos em demasia com o Amor. Criamos o Amor em nós por alguém, mas no quotidiano des-cobrimos tudo não haver passado de ilusão, fantasia, ficção pura. Não sou homem que espera do Amor o absoluto, a verdade, a pureza, a singeleza. O amor é humano: traz em si to…

**NÁUSEA DO VAZIO/VAZIO DA NÁUSEA - XXI PARTE** - Manoel Ferreira

Imagem
O sol açoitava com um feixe de raios de ouro as vidraças do quarto quando acordei, por volta das oito horas da manhã. Sensação deliciosa de calma, de repouso, de bem-estar, acariciava-me os membros. A porta do quarto abriu-se. Era Berenice. Cabelos molhados - havia acabado de tomar banho -, estava de penoir cinza, alegre, o rostinho resplandecia alegria. - Como dorme! - exclamou, sentando-se ao meu lado, beijando-me - Você está bem, amor? Primeira manhã após retornar do hospital. - Estou bem sim, amorzinho. - Ainda estou de férias. Vou cuidar de você. Sérgio, você precisa de muito repouso. Ouviu o médico falar para não sobrecarregar a mente. Isto significa que deve ficar uns dias sem escrever. - Ah, não... Isso não... - Sim senhor... Uns dias não vão lhe custar muito. - No final da tarde, algumas palavras... - Dia ou outro deixo sim... Você ama o meu jardim. Tem aquela mesa de mármore lá. Escrever sob o contato da natureza, das flores, o ventinho ameno deve ser muito bom. Costumo fazer os meu…

**PARABÉNS POR SEU ANIVERSÁRIO, MESTRA E AMIGA RITA HELENA NEVES** - Manoel Ferreira

Imagem
Para mim, a gratidão é o gesto sublime da vida, do homem. Saber agradecer com sinceridade, com amizade, com amor e carinho é uma arte das mais mágicas. Se se deseja profundamente a caminhada para o ser, mister trans-formações, mudanças, estar disponível a novos conhecimentos, experiências e vivências. Precisamos de mãos que se nos estendam, que nos ofereçam amizade, que nos leguem a confiança, que nos incentivem, que nos impulsionem. Muitas vezes, e quase todas, pensamos que estamos prontos, acabados, atingimos nível inestimável, fechamos os horizontes à frente, tornamo-nos "poste de cimento armado". Negamo-nos as transformações que nos são necessárias. Puro orgulho. Lembro-me, prezada e inestimável Mestra e Amiga Rita Helena Neves, como se estivesse agora, quando abri uma notificação, havia um comentário de seu, comentário sem precedentes, comentário sensível, inteligente, de profundo conhecimento, comentário de arte e intelectualidade. Pensara comigo próprio: "Neste ní…

**NÁUSEA DO VAZIO/VAZIO DA NÁUSEA - XX PARTE** - Manoel Ferreira

Imagem
Saindo do hospital, tendo ficado cinco dias internado: - Berenice, estou brincando, e com pouca arte, ou nenhuma, não faz a mínima diferença, mas tudo não é alegre na minha galhofa. Quiçá ranja os dentes... Berenice: vários mistérios me inquietam: explique-mos! Falava sério, cada palavra muito bem pronunciada, em voz baixa. Ultrapassando a porta do hospital, tomaríamos um táxi, dissera-me: - Saindo do hospital, você com as suas coisas sérias engraçadas. Valha-me Deus!... - Não é nada engraçado, meu amor querido. Pense bem: querem transformar o homem segundo as exigências da ciência e do bom senso. Já pensou o bom senso de um homem? Prefiro o nonsense do homem, é uma coisa linda de se con-templar, enquanto o bom senso é de se arrebitar o rabo e sair na carreira de tão ridículo. Mas como sabem que o homem pode ser trans-formado, que deve ser trans-formado? Como sabem que essa trans-formação será útil ao homem. É uma suposição gratuita. É lógica, mas não humana. Você deve estar pensando que …

**NÁUSEA DO VAZIO/VAZIO DA NÁUSEA - XIX PARTE** - Manoel Ferreira

Imagem
- Amor, você está se sentindo bem? - perguntou-me Berenice. Estava acordando, voltando do desmaio. - O que é isto? Onde eu estou, Beré? - Tive tanto medo de perder você, Sérgio. Estávamos almoçando com meus pais, você simplesmente desmaiou. Caiu com o rosto no prato de comida. Fiquei louca. Papai e eu trouxemos você às pressas para o Hospital? Não faça isso mais comigo, benzinho. Ficou desacordado por dois dias no CTI. Está sentada numa cadeira ao lado da cama do CTI. Passava a mão com muita ternura na minha testa, afagava-me os cabelos, olhava-me com uns olhinhos azuis tão tristes. - Estou no Hospital? Dois dias desacordado? - Sérgio, por favor, você não pode exasperar-se. Está ainda no CTI. - E o que eu tenho? - Princípio de AVC. Disse aos médicos que teve uma crise de vazio muito forte. Estava sozinho em sua casa. Correu o risco de ter realmente um AVC. Tinha de ter procurado um médico logo. Depois de quatro semanas desmaia. - E quanto tempo vou ficar aqui? - Depois de amanhã você sai do C…