Total de visualizações de página

domingo, 18 de junho de 2017

#EDIFICAR UM INFERNO PARA DELEITE DOS PREDILETOS# - GRAÇA FONTIS: PINTURA/Manoel Ferreira Neto: AFORISMO


Sonho do Verbo Liberdade...
Entrega. Querer o favo e a seiva. Ser olfato do cheiro. Navegar na pele. Desejar o torno do contorno. Penetrar no túnel das vertentes, na cor oculta do ponto de calor e sedução. Ter vontade do lacre do segredo, tato e contato, essência e dormência. Emergir no noturno rio e prolongar o trajeto do delírio.
Será que será... O sentido da verdade esvaeceu-se no nada de mentes que vangloriam o deserto nítido nulo, de inteligências que alumbram árvores secas, solos trincados pela ausência da chuva, presença incólume do sol escaldante, de sensibilidades para o que a moldura do eterno é a pectiva ingente do sem-alma, do sem-morte, tabernáculos do des-espírito do sem-senso, vagalumeando as trevas, sombras, brumas, templos-ausência-do-ser, zurrando de ossos afônicos a carne etérea e efêmera do humano-nada.


(**RIO DE JANEIRO**, 18 DE JUNHO DE 2017


Nenhum comentário:

Postar um comentário