Total de visualizações de página

terça-feira, 18 de abril de 2017

*O QUE VEM DE CIMA NÃO ME ATINGE** - GRAÇA FONTIS: ESCULTURA/Manoel Ferreira Neto: AFORISMO


O que vem de cima não me atinge. A vida é a nível do chão. Não me atinge porque sou mui pequeno, tão pequeno que compreendo e entendo a vida como tornar-me à altura de valores que expliquem as minhas in-verdades.
Nada explica, nada justifica, nada diz aquele que vem de cima, suas importâncias, seus poderes, sua inteligência, sua sensibilidade, sua genialidade, seus dons e talentos, não tem alicerce, não tem a pedra de toque ou angular, não trilhou becos, terrenos baldios, lamaçal, não sujou os sapatos com a poeira das estradas. Simplesmente veio de cima ruminando etern-itudes e plen-itudes, mas jamais se integrará ao chão, é preciso tempo, e não tem esse tempo. Permanecerá flanando no ar por sempre. E jamais atingirá ninguém. Uma coisa é dizer algo a nível do chão, há sentido, há símbolo, há signo, há re-presentação, há linguística, há semântica. Outra coisa é dizer algo a nível do ar: nada significa pois que o vento simplesmente leva as palavras.
Aliás, quem vem de cima tem uma linguagem bem esquisita: diz por exemplo: "Des-embarcar das amizades". No ar, flanando, ruminando importâncias, como pode ter amizades, a amizade também é a nível do chão. Eu, pequeno, não digo "des-embarcar de amizades", digo "des-a-bordo" de gente". Gente há por todos os cantos e recantos do mundo, tem gente demais, nem no meio das gentes ando. Felizmente, ando com pessoas, ando com amigos, amizade feita nas circunstâncias e situações da vida. Jamais tive de "des-a-bordar-me" delas, pois que me revelaram suas dignidades, honrarias, valores humanos, humanitários e humanísticos.
Somos todos "inter-nautas". Até inteligível isto de "desembarcar de amizade". Mas por sermos "internautas" não significa que fazemos amizades no ar. Fazemos amizades como homens que somos, sentimentos, emoções, buscas, desejos, vontades, esperanças, sonhos. Fazemos amigos sinceros, sérios, leais, fiéis. E construímos juntos as nossas utopias.
Quem vem de cima não me atinge...



Manoel Ferreira Neto.
(18 de abril de 2016)🏵️


Nenhum comentário:

Postar um comentário