Total de visualizações de página

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

INSTANTES - IN "DIVÃ EXISTENCIAL" - 29 DE JUNHO A 03 DE JULHO DE 1989** - PINTURA: Graça Fontis/POEMA: Manoel Ferreira Neto


Nos momentos de lazer,
nos instantes em que alguma obra
está a se me a-nunciar,
gosto de me divertir,
divirto-me com estas páginas.



Há disparates de todos os naipes,
mas são interessantes.
Há coisas sérias,
muito sérias que devem ser reconhecidas.



Nos instantes de silêncio,
Ouço-lhe, sinto-lhe,
Não o reconheço,
Quer outro disparate mais sublime,
O silêncio é-me, sou o silêncio?!



Quanto disparate!
Quanto depaustério!
As coisas que julgava sérias enveladas,
Enoveladas.



(**RIO DE JANEIRO**, 09 DE FEVEREIRO DE 2017)


Nenhum comentário:

Postar um comentário