Total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

**DES-ABROCHAR DE DESEJOS** - IN "DIVÃ EXISTENCIAL" - 29 DE JUNHO A 03 DE JULHO DE 1989** - PINTURA: Graça Fontis/POEMA: Manoel Ferreira Neto


Ébrio de sons,
Melodias pers de utopias,
Ritmos retros de fantasias
A revelarem os acordes do tempo
Sentimentos que florescem
No desabrochar
Da pétala da existência
Mais reverenciada,
Essa singeleza
De esvaecer trevas e mistérios
Que entre
Os sibilos do vento se filtra.



Ébrio de sons,
Sibilos do vento
Musicalizando anunciações
De sentimentos que reverenciam
Ideais, utopias da cáritas,
Tonalizando presentificações
De sensações que verbalizam
O íntimo, o abismo do ser
No despetalar do estar-no-mundo
Por que o Ser e não o Nada?
Corre o tempo
Nas cordas do violão
De encontros, desencontros
Amores, desamores.



Ébrio de sons,
Quero mergulhar na música
Afogar-me nela
Sentir as notas do espírito,
Dançar baladas
No palco do infinito...



(**RIO DE JANEIRO**, 24 DE FEVEREIRO DE 2017)


Nenhum comentário:

Postar um comentário