Total de visualizações de página

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

**IMAGENS - IN "DIVÃ EXISTENCIAL" - 29 DE JUNHO A 03 DE JULHO DE 1989** - PINTURA: Graça Fontis/POEMA: Manoel Ferreira Neto


A fumaça do cigarro
habita o escopo da intimidade.



As imagens retornam a encenar
frente aos meus olhos.
Levantei com o sentimento de estar sendo consciente.



Não há
senão uma atitude sincera.
Em verdade,
só eu participo de sua orgulhosa liberdade.
A necessidade de doar-me
vem ligeira à minha consciência.



Não basta ser sensível
para permitir a autenticidade.



Desejo sentir o amor,
transformar-me,
transmudar-me,
modificar-me...



Como um estilo,
imergir das profundezas tumultuosas...



Vou iniciar-me
à beira do limiar do infinito,
onde também começam
os horizontes.



As vaidades deliciam-se
com a intimidade,
burilando os olhos nus.



Quem sou eu no instante
em que negligencio
a consciência,
com o desejo
límpido de instalar-me
unicamente
a nível
da subjetividade?



(**RIO DE JANEIRO**, 21 DE FEVEREIRO DE 2017)


Nenhum comentário:

Postar um comentário